WhatsApp libera API para negócios

push-chatbot-whatsapp-libera-api-para-negocios

Utilizado por bilhões de pessoas ao redor do mundo, o WhatsApp, que é um verdadeiro prodígio no ramo da comunicação por mensagens, não cansa de inovar e continua crescendo disruptivamente.

Criado em 2009, o aplicativo lançou no ano passado – início de 2018 no Brasil -, o WhatsApp Business, uma versão do mensageiro voltado à otimização de operações e melhoria na relação entre empresas e clientes. De acordo com o Facebook para empresas, mais de 3 milhões de pessoas já utilizam esse recurso.

WhatsApp Business

O WhatsApp Business concede a criação de um perfil comercial com ambiente para a inserção de diversas informações a respeito da empresa, como endereços físico, da homepage e de e-mail, horários e serviços prestados. Além de automatizar o envio de mensagens como resposta às perguntas mais frequentes dos consumidores e receber estatísticas da leitura delas.

A grande questão é que mesmo em se tratando de uma versão voltada ao comércio, o aplicativo não atendia empresas de grande porte. Agora, com a liberação da API, companhias com alto volume de chamados podem integrá-lo a outras plataformas, usando também o WhatsApp Web.

API

Para começo de conversa, é preciso entender o que é uma API. 🤔 A sigla vem do inglês Application Programming Interface e significa Interface de Programação de Aplicativos. Trata-se de um conjunto de padrões de programação que conectam softwares. Uma troca de dados entre sistemas. Essas trocas são só das informações permitidas pelos proprietários das aplicações, construindo um gateway (concentrador) de APIs, que protege os dados fornecidos.

Liberação da API 

No dia 1 de agosto deste ano, o WhatsApp voltou a ter uma fonte de receita: a liberação da sua API para se integrar a sistemas de companhias e melhorar o relacionamento delas com os clientes.

A API vai permitir que as empresas respondam mensagens de sua clientela gratuitamente dentro de 24 horas. Depois disso, sendo solicitadas novas mensagens, o app corporativo cobrará uma taxa estabelecida numa tabela fixa. Os valores ainda não foram divulgados, mas vão variar conforme os países.

A interface também irá ajudar as empresas a administrar os serviços pedidos; enviando confirmações de envio de produtos, lembretes automáticos de compromissos e até cartões de embarque. Ainda é possível atender manualmente os clientes, integrando a ferramenta com apps de comunicação já existentes.

Para evitar a geração de perfis falsos, o sistema exige a autenticação das contas. Existe, inclusive, a possibilidade de bloqueios e denúncias, para afastar os propagadores de spam.

Com o mecanismo, você pode obter/dar informações, iniciar uma conversa através de um site ou anúncio do Facebook e receber/ofertar suporte em tempo real.

As empresas pagam para enviar determinadas mensagens, o que aumenta o cuidado na seleção do que será mandado para não ocupar um espaço desnecessário na lista de conversas. Os envios só podem ser feitos mediante a autorização específica do consumidor para cada tipo de notificação.

Outra boa nova é que há a previsão de que ainda em 2018, sejam inclusos anúncios nos vídeos e fotos enviados pelo “Status”- um recurso do aplicativo que vem ganhando destaque -.

Como utilizar a novidade?

Para as empresas usarem essa API, podem fazer a integração de seus sistemas diretamente com o serviço ou buscar parceiros credenciados. Elas poderão usar o WhatsApp tanto para fornecer um atendimento tradicional, com atendentes humanos, quanto via chatbots.

A empresa que já possui um perfil no WhatsApp Business, poderá continuar utilizando-o.

A API acaba de ser lançada e, por enquanto, é voltada a marcas de grande porte, mas vamos aguardar o que vem por aí!


Gostou do post? Acompanhe o nosso blog! 😊

Leave a comment